Deu tudo certo!!!

Foto by Paula Gouveia (6 aninhos de idade)

Paulinha, muita coisa aconteceu!! Você passou vários perrengues e algumas dores necessárias, mas também aconteceram coisas maravilhosas para você. A sua jornada continua belíssima, cheia de desafios e aventuras emocionantes!!! Você ainda não está onde gostaria, mas está a caminho. A vida continua acontecendo!!!!

Você se decepcionou muito, entrou em desespero, ficou sem esperança, chorou sozinha até suas forças se esgotarem, se fechou como uma concha e levantou diversas muralhas por medo. Na sua hora mais escura, pensou em dizer adeus antes do tempo, mas no chão daquela estação, o trem atrasou e você compreendeu que Deus tinha expectativas a seu respeito. Quero que saiba também que você deixou de sonhar por um longo tempo, mas voltou a sonhar de novo e alguns desses sonhos viraram cinzas e foi difícil aceitar, mas Papai do Céu disse que não era para nós.

Mamãe e papai, escolhas e caminhos distintos, você teve que partir várias vezes. Sentiu-se como se não pertencesse a lugar nenhum, vivendo em guerra com o mundo. Sobreviver era a regra de ouro e viver era uma ilusão tola e sem propósito. Por instinto, seu consolo e a esperança estavam firmados em uma fé tímida e um coração quebrantado.

Um homem e uma mulher cambaleando em meio ao sofrimento, três crianças inocentes e histórias dilaceradas. Enfrentamento de tantas lutas em meio ao sufocamento de problemas, vivendo sob pressões constantes, instabilidades, explosões que terminavam em brigas, discussões sem motivos, tensões e coisas sendo quebradas por um autoritarismo em desiquilíbrio. Não havia espaço para dias felizes, onde a tranquilidade era motivo de desconfiança e a paz significava que alguma coisa estava errada. O perdão não veio da noite para o dia. Afinal, quem tinha um manual da Vida? Pessoas feridas, machucadas, perdidas e imaturas aquém a suas responsabilidades. Não existe sentença, o que fizeram foi tentando (desesperadamente) acertar…infelizmente erraram. Você quebrou o martelo do seu juiz interno. Você me pergunta, existe justiça em exigir perfeição dos pais?

Em meio a toda desordem da sua Vida, lá estava você, tentando e tentando. Você varreu calçadas, limpou chão, recolheu lixos e lavou muitos banheiros para pagar seus estudos. Da única calça jeans por um ano inteiro, codinome “calça universitária” ao primeiro TCC escrito à mão em um caderno.

Você teve que mudar de rota (literalmente… várias vezes), foi confuso, cansativo e estressante. Foi injustiçada, passada para trás e roubada, mas quem precisa se preocupar com a colheita? Demorou para cair a ficha, sabe. Um breve período de depressão, sussurros de crises de pânico e labirintos sem fim, a vida estava acontecendo rápido demais e você não podia se dar ao luxo de ter uma pausa. Adoecemos silenciosamente.

Desculpe, mas você não pode evitar algumas cicatrizes… Papai do Céu disse que elas serão lembretes do que precisamos evitar e do que precisamos ser gratas. Sobre obedecer e confiar nEle, (admito) teve vezes que foi complicado, porque você não entendia nada, mas por fim, compreendeu que Ele é muito sabido e competente.

Princesa, seu coração foi quebrado muitas vezes, mas o mundo não parou para você consertá-lo. Deus cuidou disso, enquanto você seguia em frente. Você alimentou a ideia de que tinha que ser forte o tempo inteiro e que devia ser autossuficiente. Eu sei, foi um equívoco meu e não seu! Depois de anos admitiu suas vulnerabilidades mantendo sua dignidade e não aceitou o papel de vítima. A vida virou de cabeça para baixo, mas você arregaçou as mangas, limpou a bagunça e agora tem um baú cheio de relíquias preciosas (suas experiências).

Promessas não foram cumpridas, alianças partidas, o bebê tão desejado que não veio… Você confundiu o significado de amor, carregou responsabilidades dos outros, se colocou como salvadora para fazer os outros felizes e em troca aceitou migalhas de afeto, invalidação e desprezo. Se desgastou, se equivocou de várias maneiras e foi abandonada à sua própria sorte. Isso mesmo, você não encontrou o “amor da sua vida”, mas aprendeu a se amar de verdade, a amar a Deus, a aceitar as pessoas como são e aprendeu a não esperar o outro te dar algo que não tem.

Aprendeu a amar a vida do jeito que é, descobriu duramente que ninguém faz o outro feliz; felicidade é uma construção individual e o encontro com o outro é para partilhar… transbordar. Você aprendeu a apreciar sua própria companhia, a se respeitar com carinho, ser gentil e paciente consigo mesma. Transformou a sua solidão em solitude.

Você ainda têm muitos medos bobos e outros medos sérios. Teme recomeçar quando olha para suas cicatrizes. Quer a segurança engessada, quando a Vida te pede coragem para avançar. Teme não estar “fazendo” o suficiente. Se flagra olhando pra o futuro com projeções do passado. São muitas incertezas e raras as certezas. Muitos questionamentos, pouquíssimas respostas ou nenhuma. Mas o que é a vida, senão um complexo e magnífico quebra-cabeça de mil peças… várias coleções de momentos bons e outros desafiadores.

A Vida é mistério, águas profundas, desconhecido, incertezas e belas oportunidades para descobrir os tesouros da alma e do coração. Ainda que façamos um roteiro detalhado, quem vai nos dar alguma garantia que nossos planos se cumprirão exatamente como arquitetamos?

Você chora para aliviar a raiva, fica na dúvida entre o certo e o errado, quer atalhos, soluções mágicas, duvida muitas vezes do amanhã e precisa pisar no próximo degrau com fé, mesmo não enxergando a escada inteira. Você não é de ficar lamentando por muito tempo, (digamos que é uma questão de personalidade. rs), mas algumas vezes, você precisa de colo, de alguém que te ajude, o aconchego de um abraço, uma palavra de incentivo, validação, reciprocidade, cuidado ou de um café quente e pão com mortadela acompanhado de um olhar amoroso e cheio de paciência (do outro lado mesa), dizendo assim, ‘Vai ficar tudo bem. Eu acredito em você. Você não está sozinha. Não desista!!!”

Paulinha, te vi agarrar com força as poucas oportunidades que chegaram até você. A Vida continua não te dando moleza, nem um tiquinho… tudo é muito suado, mas você não se intimida. O tempo passou… seus princípios e valores não mudaram, pelo contrário, só se fortaleceram com as pancadas da Vida. Sim, você recebeu muitas pancadas da Vida!! Foi assim que você aprendeu a se levantar de cada tombo, ficou mais forte, aprendeu a se defender, a lutar com coragem, inteligência e estratégias, aprendeu a seguir em frente sempre de cabeça erguida, mesmo com feridas (ocultas) abertas em processo de cura.

Você aprendeu que para cada temporada, terá que se submeter a novos processos e que a sua Vida é de sua responsabilidade e de mais ninguém. Finalmente abrimos mão de bagagens pesadas (desnecessárias), abraçamos a Paz, respiramos com tranquilidade e vivemos a vida com mais leveza e simplicidade. Orar e “ser quem é”, se tornou o nosso tipo preferido de ‘persuasão‘. Você errou muito e acertou muito também, com certeza, continuará errando e acertando no futuro. Me perdoe pelas vezes que desacreditei de mim, apesar de saber que você reprovaria a minha fraqueza, mas me abraçaria por ser humana.

Lembra dos sonhos que você alimentava, lá debaixo daquelas árvores no sítio da ‘vovórisonha’? Éh, tivemos muitos sonhos ali, fizemos planos, mas algumas prioridades mudaram, outras coisas não saíram conforme o combinado, outras talvez aconteçam ou talvez não… aprendemos que são pouquíssimas as certezas nessa vida, mas o céu durante o dia ainda é aquele azul bonito e durante a noite é coberto de estrelas que brilham, adornando a lua em suas fases.

Ahh, os “nossos meninos” estão lindos, construindo suas famílias, suas próprias histórias, são corajosos, leais e continuam com corações de meninos. A sua mamãe continua tão bonita e tão cheirosa. O seu papai se tornou um homem forte, inspirador e afetuoso. Estamos todos bem, agora!!!

Sabe a titi Célia, ela te ajudou com ideias e inspirações, te fez compreender o poder das letrinhas que viraram palavras… Palavras que transformaram em uma Voz que ecoa.

‘mãe tão quietinha do seu pai’, teve perdas irreparáveis, nós queríamos ter ouvido mais as suas histórias, mas aprendemos que ela sempre fala calada e com seu olhar observador. A ‘mãe risonha da sua mãe’, continua leve, alegre, cheia de entusiasmo… você chorou escondida depois de ajudá-la no banho enquanto lavava as costas e pés dela.

Você ainda se sensibiliza ao lembrar que seus antepassados atravessaram o Brasil inteiro para buscar um futuro melhor no Estado de São Paulo com destinos incertos, a orfandade, o preconceito da cor, da raça… o sotaque arrastado… sangue nordestino… do Paraná, do Ceará e lá da Bahia, sangre bugre, sangue africano… brasileiros.

Condição social marginalizada, a dor do analfabetismo, a tristeza de não saber escrever o próprio nome, os abortos, os lutos, a escassez, as secas por falta de chuva, das geadas que destruíram as plantações de café até as sopas de água com fubá. Traições, vida dura, filhos para criarem, muito trabalho e pouco dinheiro, do sol quente carregando carrinhos de tijolos para pôr comida na mesa até um começo sem estruturas, com imaturidade e sem oportunidades. Não sinta-se triste por olhar para trás, ver a sua história e atrás da sua história ver a história dos seus. A Honra está na história da própria família, seja ela qual for!!

Quero te dizer também que o “tio que brilha como o sol” e iluminava os seus dias cinzentos, trazendo mais leveza com suas brincadeiras, surpresas e peraltices… Ele continua brincalhão e ainda me lembra do “fumigo” (risos)!! Sim, você ganhou presentes insubstituíveis: o Leãozinho vaidoso e leal, o Pacifista corajoso, a Douradinha criativa, a Amiga irmã de feira (de pastéis e de vida), a Partidarinha do coração doce de brigadeiro, a Margarida branca, a Charmosa narizinho, o Cheiro bom e a Loura que faz panquecas deliciosas.

Na jornada você ganhou outros presentes, cruzando histórias com pessoas incríveis. Elas te ensinaram, outras continuam a te ensinar muitas coisas com paciência e respeito. São gente de caráter, de bem, de honra, de humildade, batalhadoras, competentes e inspiradoras. Deus realmente é Bom!!! É claro que também tem ao contrário, essa porcentagem mínima de “gente do contra”, mas aprendemos que elas também são de grande valia.

Pequena, está tudo bem, agora!! Vai brincar, vai ser criança, não precisa se preocupar com mais nada, nada mesmo, porque Papai do Céu e eu estamos aqui. Está segura agora. Está protegida. Nada te falta. Vai brincar com as formigas, as galinhas do quintal, faça seus bolos de terra vermelha, suba em árvores para pegar goiabas… vai deitar na grama, imaginar estorinhas em sua cabecinha e contemplar as nuvens se transformando em vaca, cavalo, navio, avião, dragão… Contemple a lua, as estrelas e todos os mistérios que espantam e encantam os seus olhinhos pretinhos de jabuticaba.

Paulinha, foi por isso que hoje escolhi nossas letrinhas, só para dizer a você que DEU TUDO CERTO!!! Nunca se esqueça que Papai do Céu e eu estaremos aqui. Você tem a nossa palavra e “mesmo que existam espinhos em nosso caminho, nós não deixaremos de andar descalço, de plantar nossas flores e regar o nosso jardim”…

Autora: Paula Gouveia


9 comentários sobre “Deu tudo certo!!!

    1. Ahh meu menino lindo!!! Sempre tão gentil, leal e que sempre está pronto para me apoiar!! Nós crescemos e Deus cuidou de tudo… Ele continua cuidando!! Eu é quem tenho orgulho de vocês, meus irmãos corajosos!! Te amo!! Obrigada por sempre se fazer presente em minha vida!!! Beijão no seu coração!!!❤️

      Curtir

  1. AHHH MINHA VALENTE ❤️ ORGULHOSA DE VER SEUS PROJETOS SUPERANDO AS DORES E ANGÚSTIA DA ALMA.
    DEUS É INFINITAMENTE MAIOR DO QUE QUALQUER SOFRIMENTO
    AMOOOOOOOOVC PARA SEMPRE 🙏💓

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s