Tempo do processo

Foto by suino.com

*Áudio do Texto no final

Existiu um jovem que carregava uma promessa, ele seria o novo rei em um futuro não muito próximo. Depois de anos servindo diligentemente o seu rei, tornou-se um comandante real e se destacou nas batalhas. As vitórias desse jovem rapaz, despertou no coração do rei um ressentimento e inveja. Então, o rei passou a persegui-lo com a intenção de matá-lo. O jovem era inocente, correto em seu caráter e leal ao seu rei. Estava claro como o dia, a Presença de Deus não era mais com rei Saul. Por causa da desobediência de Saul, Deus havia se arrependido de ter lhe dado o trono e escolhe o jovem Davi para ser o futuro rei. O reinado de Saul durou muito tempo e Davi teve que passar por um longo processo que durou anos para que a promessa se cumprisse em sua vida.

Agora, o rei Saul perturbado pelas conspirações e pela dureza de próprio coração tornou-se inimigo de Davi. Diante de todas essas perseguições, Deus era com Davi. Esse jovem passou a ser um fugitivo do rei e foi em uma caverna que tornou-se comandante de um pequeno exército de homens rejeitados pela sociedade da época. Quando esses homens passam seguir a Davi, não sabiam que seus nomes serão escritos e registrados como heróis no futuro, intitulados como “os valentes do rei Davi”.

Tudo era incerto, não havia certezas, mas eles decidiram segui-lo. Homens sem valores, que por causa de um homem de valor, se tornaram homens de Honra. Esses homens eram tão leais e corajosos que foram capazes de arriscarem suas vidas por Davi, a ponto de buscar água de uma fonte cercada por inimigos, só porque esse jovem suspirou um desejo.

Davi sofria muito, pois não podia adorar a Deus na sua pátria, vivia em terras estrangeiras com medo e sempre alerta. Ele teve várias oportunidades para matar o rei Saul, possuir o trono e governo que sabia que era dele, mas seu temor estava no Senhor e jamais ousou acelerar o seu tempo de processo. Ele disse: “não tocarei num ungido do Senhor. Deus é quem me fará justiça, não sujarei minhas mãos. Ai de mim se o fizer!Ele tentou se reconciliar com Saul, mas o rei era muito orgulhoso. “O que foi que eu fiz, meu rei? Eu sou inocente!”, questiona com tristeza.

Eram poucos, aqueles que Davi realmente podia confiar. Alguém grita inconsolável. “O profeta Samuel está morto!” Olhe para este jovem, é possível ver o medo em seus olhos. O mesmo profeta que o ungiu rei, agora morto. Será mesmo que ele se tornará rei? Será que vai voltar em paz para sua terra um dia? Será que a sua reputação mudará? Quais são os seus crimes? Davi com o coração apertado, sentindo-se sem apoio… olhou para cima e orou baixinho, “elevo meus olhos para os montes; de onde vem o meu socorro? O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a terra.

Davi agia em fé, Deus estava com ele e no momento certo seria favorecido. Era preciso muita paciência, disposição e muita coragem. Ele permanecia leal ao rei Saul, lutava em favor de Israel, honrava a Deus com sua conduta mesmo vivendo como um fugitivo. A sua vida estava acontecendo e não havia nenhum sinal de que o processo estava terminando. Incertezas! Incertezas da vida! Não foram dias, foram anos de humilhações, de lutas, de medos, de injustiças, de inseguranças… se escondendo, mas a cada dia Davi se tornava quem Deus havia projetado para ele ser. Um processo duro, mas era seu dever moral de aceitá-lo para ser um rei equivalente ao tipo de rei que Deus queria que ele fosse, ou outro seria escolhido em seu lugar.

Será que ele tinha completa certeza de que se tornaria rei? Será que foram fáceis os seus anos de processo? “Olho para os lados e não há ninguém que me ajude, nem me proteja… ninguém que cuide de mim.” Será que não houve momentos em que ele pensou em desistir? “Ó Senhor, escuta o meu grito pedindo socorro, pois estou caindo no desespero”. Ouço o som dos Salmos refletindo anseios de uma alma aflita e repleta de inquietações em relação a jornada existencial.

Gostaria de prever o seu futuro? Deus nos direciona, mas nunca revela tudo. Se pudéssemos prevê-lo em sua totalidade, será que seríamos capazes de compreendê-lo? Será que a nossa mentalidade de hoje, alcançaria o que será feito amanhã? Você seria capaz de atender todas as expectativas do futuro que te espera?

Um grande plantação se iniciará em breve, tudo promete. Ali… diante do início, Deus mostra o seu futuro. Confuso e com a mentalidade de agora, você tenta compreender como será capaz assumi-lo? O medo e a insegurança te encaram. Estenda a sua mão, veremos quais são suas sementes! Toda semente que você planta é uma escolha somente SUA. Deus respeita seu livre arbítrio e JAMAIS (eu disse JAMAIS), Ele pode ser cobrado de algo que foi a SUA escolha. Deus é um Deus de Princípios! Ele não quebra princípios. Quais tem sido suas sementes? Você está empolgado com todas as possibilidades e não pensa com clareza no processo. Quer o resultado e de preferência amanhã, por favor!

Deus nunca mostra tudo, mas nos ensina a “buscar o pão nosso de cada dia”. Saiba que para algo ser grande, precisa começar pequeno. Então, os dias passam e a velocidade não tem sido como você havia previsto. Você começa a se angustiar com a quantidade de trabalho e problemas que surgem. Os anos estão passando e sua alma fica aflita. Tentado a desanimar, inspeciona a terra. Inútil! Nenhum sinal de crescimento. Há tanta coisa para fazer ainda! Um problema atrás do outro! Mais problemas do que soluções! Você é obrigado a buscar soluções o tempo todo e quanto mais o tempo passa, mais cansado você se torna.

Algumas vezes, você acaba perdendo de vista a sua esperança. Dias de sol, dias de chuva e nenhum brotinho. A espera parece mortificar a sua fé e a pressa parece um bicho selvagem preso em uma jaula. O crescimento é silencioso e invisível. Quantas situações desafiadoras! Eu preciso da colheita! Assim a sua paciência e inteligência são testadas. Achou mesmo que a colheita viria da noite para o dia?

Davi olha para o céu estrelado e parece desacreditar, seu futuro parecia um sonho distante, dada as circunstâncias em que vivia. Ele tinha que lidar com muitas pressões, proteger a si mesmo e a sua família, pois não bastava apenas o rei Saul perturbar a sua vida, haviam muitos inimigos naquelas terras e também haviam aqueles que por inveja provocavam situações para prejudicá-lo. Ele foi ungido rei e somente depois de quase metade da sua vida a promessa finalmente se cumpriu. Entre o começo e o fim, houve “um processo”, um treinamento que lhe deu experiências preciosas para ser tornar um rei digno.

Deus é um Deus de estratégias!! Ele é um estrategista! Ele não trabalha com a nossa urgência e muito menos com a nossa lógica. Ele permitirá que você erre, permitirá muitas injustiças, permitirá vários revezes, não porque você é um amaldiçoado, como muitos julgam, mas porque Ele acredita no melhor que você pode se tornar. É fácil ser um bom Cristão quando a sua vida é confortável e perfeitinha, mas e quando tudo parece contrário, quem você é nos dias maus ou nos anos maus da sua vida? Quem é você quando está enfrentando os seus processos?

Como você tem representado o nome de Deus no meio de quem você vive, diante das pressões e situações injustas em que é jogado? Quem você tem que respeitar, sem merecer seu respeito porque você decidiu confiar no plano, nos princípios e na justiça de Deus? Como terá credibilidade em falar para alguém que Deus faz o impossível, se você não experimentou isso? Como dirá a alguém que Deus cura, se você nunca teve que esperar uma cura?

Como dirá que Deus é providência quando nunca passou por escassez? Como dirá que Deus protege, se você nunca passou pelo vale da sombra da morte? Qual a relevância da sua mensagem, se você é apenas um papagaio que repete o que leu e ouviu, mas não experimentou? Como pode dizer a alguém que por mais difícil que seja a sua dor, Deus estará com ela, se você nunca sentiu a dor do sofrimento, dos julgamentos, do abandono, das falsas acusações e das reprovações dos outros?

Como pode dizer que a solidão não esmaga, se nunca sentiu solidão? Como pode dizer que Deus surpreende, se você tem tudo e age como um mimizento quando recebe um não ou quando uma pequena adversidade vem e você nervosinho diz, “se Deus não me ajudar, vou lagar tudo”? Seu relacionamento com Deus é circunstancial? Você é aquele que diz, “se Deus não fazer isso até o “meu prazo”, eu não respondo por mim”? Você acha mesmo que Deus precisa de você para fazer alguma coisa? Você se acha tão santo que sente-se confortável e superior em julgar quem não está no mesmo nível que você?

Não fuja dos problemas! Não fuja dos processos! Não acelere os seus processos! São eles que darão relevância à sua missão. Eles são ferramentas que desenvolvem seu potencial, seu emocional e sua inteligência. Eles são treinamentos de campo para o fortalecimento da sua conduta e caráter. Não se preocupe com aprovação e aceitação dos homens! Davi e Paulo foram julgados e mau vistos por aqueles que não entendiam a missão e do propósito deles, enquanto vivenciavam seu tempo de processo.

Seu papel não é provar nada, seu papel é amar e confiar em Deus. Seu papel é honrá-Lo vivendo a sua vida, fazendo o que você sabe o que tem que fazer. É para Deus que você deve prestar contas e mais ninguém!! Você não desfruta da sua vida em paz, do seu próprio jeito, porque vive atendendo as diversas expectativas dos outros… Me diz… Fará alguma diferença a opinião dos outros depois que você morrer? Eles continuarão a viverem as suas vidas, enquanto, você não viveu a sua porque permitiu que eles ditassem as regras para você.

Enquanto o apóstolo Paulo vivia, quem compreendeu a grandeza da missão dele? No fim dos seus dias ele foi abandonado e morreu sentenciado por decapitação como um criminoso e desertor. Talvez você olhe para aquele velho, quase cego, encurvado pelos vários açoites, vulnerável, indefeso e seja incapaz de ver algo grandioso nele que se perpetuaria no futuro.

No momento em que caminha para sua morte, quem poderia dar alguma certeza para aquele pobre homem, de que tudo o que ele havia feito por Cristo, não foi em vão e que depois da sua morte, seu nome seria eternizado pelo mundo a fora? Quem poderia dar alguma certeza para ele, ali jogado em uma cela escura e úmida que ele havia incendiado o mundo presente e futuro com a sua pregação? Quem poderia dar alguma certeza de que ele conseguiu mostrar a Cristo através da sua miserável vida de um jeito único, inspirador e extraordinário?

Talvez ao vê-lo em seus últimos instantes, seríamos incapazes de reconhecer naquele homem mortal qualquer coisa de Saulo e veríamos apenas um Paulo qualquer com a vulnerabilidade de um ser humano como eu e você diante do fim. Por outro lado havia um Paulo que dizia, “não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim”que carregava uma convicção de que fez seu melhor e lutou por aquilo que realmente acreditava. Ahh, talvez não veríamos nem Saulo e nem um Paulo qualquer, mas Cristo nele.

Ele caminha em direção ao seu fim. No meio do caminho alguém olha e julga que a missão desse pobre coitado, foi inútil e que todo o seu trabalho foi em vão. O que ele ganhou? Talvez você veria mais perdas do que ganho. Talvez toda a dedicação de uma vida, foi apenas correr atrás do vento. Não havia certezas! Só havia incertezas!! Ninguém percorreu o caminho que ele percorreu! Ninguém havia feito o que ele fez!! Incertezas sobre incertezas! Ninguém deu nenhuma certeza para aquele homem. Julgue você agora! Davi viveu a concretização do seu propósito e tornou-se rei, mas Paulo não viveu para ver os resultados, isso não significa que ele não cumpriu o seu propósito. Hoje,quem é Paulo, o apóstolo?

Será que você ficaria do lado de Davi enquanto ele fugia? Por que Paulo teve que morrer decapitado e sentenciado como um criminoso por Cristo? Será que você enfrentaria perseguições e iria visitá-lo na prisão? Engraçado, você adora romantizar e enaltecer os resultados, mas esquece a importância do processo? Por que aponta o seu dedo para outros? Você talvez duvide da possibilidade dele ser rei um dia? Ou que ele vá incendiar uma geração inteira com palavras?

Vem caminhando devagar, porque parou de correr. Antes de tomar suas decisões, buscou ao Senhor, disposto a ouvir a Sua resposta e obedecer a Sua direção (mesmo que parecendo injusta ou sem sentido para ele no momento presente). Eis que a colheita está chegando, não será da noite para o dia… ela vai acontecer em seu próprio tempo, mas quando chegar, poderá ser algo devastador ou transformador, dependerá do tipo de semente. A plantação é opcional, mas a colheita é obrigatória. Ele está prestando atenção!!! Sabe que Deus é justo!!!

Chegou a notícia em um tempo oportuno. O rei Saul está morto!!” Seu reinado foi entregue a Davi, agora um homem experiente e maduro. Nunca houve na história de Israel um rei que fosse como Davi e sua memória é honrada até os dias de hoje.

Davi cometeu erros graves, mas se arrependeu profundamente quando foi confrontado pelo profeta Natã. Por outro lado, o rei Saul quando cometeu seus erros, foi confrontado várias vezes pelo profeta Samuel, mas suas atitudes foram de justificativas e preocupações excessivas que buscavam aceitação e aprovação do povo e não a aprovação de Deus. “Não me importo com os sacrifícios, me importo a obediência, Saul”. Não importa como começou a sua vida, importa como ela vai terminar.

Talvez, o Propósito da sua Missão será (no momento certo) sentar-se no trono e reinar como Davi, ou será incendiar o presente para transformar um tempo futuro que talvez você não viva para ver, como aconteceu com Paulo. Não importa, porque a honra te alcançará de qualquer maneira. Um homem pode morrer, mas seu legado sobreviverá!!!

Ergam os olhos e vejam os campos, pois já estão brancos para a colheita!

Autora: Paula Gouveia

Áudio do texto (voz Paula Gouveia)


3 comentários sobre “Tempo do processo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s